luns 29/11/21

Jerónimo de Sousa reeleito Secretário-Geral do PCP, “alternativa” frente ao Governo que "já não tem legitimidade".

Partido Comunista Portugués realizou em Almada o XIX Congresso, "Democracia e Socialismo - Os valores de Abril no futuro de Portugal", que contou coa presença de mais de 1.200 congressistas
PCP

Jerónimo de Sousa, reeleito secretário-geral do PCP, denunciou neste domingo, no encerramento do XIX Congresso do partido, em Almada, “a estafa da alternância” no poder entre PS, PSD e CDS. Para romper com a lógica de rotativismo, insistiu no reforço eleitoral do PCP e na necessidade “urgente de uma outra política e um outro governo”.

Sousa sinalou que o PCP não se limita à crítica, à luta contra. "Temos uma proposta política alternativa que numa síntese das sínteses propõe: Resgatar Portugal da teia de submissão e dependência, recuperar para o país o que é do país: os seus recursos, os seus setores e empresas estratégicas, o seu direito ao crescimento económico e ao desenvolvimento e à criação de emprego. E devolver aos trabalhadores e ao povo os seus salários, rendimentos e direitos sociais, tendo com objetivo uma vida digna".

 O Comité Central do PCP foi eleito com 97% dos votos. O novo Comité Central  tem assim 152 membros e “mantém uma ampla maioria de operários e empregados”, aumenta “ligeiramente” o número e a percentagem de mulheres ao passo que a média etária se mantém “na casa dos 47 anos”.

Jerónimo de Sousa reeleito Secretário-Geral do PCP, “alternativa” frente ao Governo que...
comentarios