O novo governo do Brasil, sem mulheres nem pessoas negras

Michel Temer apresentou o novo executivo brasileiro, integrado só por homens brancos. O primeiro nestas condições desde a ditadura militar.

Michel Temer
photo_camera Michel Temer

O presidente em exercício do Brasil, Michel Temer (PMDB), apresentou na quinta feira (12 de Maio) a composição do novo governo após o processo de impeachment [destituição] aberto contra Dilma Rousseff. 

Um executivo que reduz o número de pastas ministeriais a respeito do presidido pelo PT e do que não faz parte nenhuma mulher nem pessoa negra, algo que não acontecia desde que findou a ditadura militar. 

O ex-chefe da polícia é novo ministro de Justiça

Entre os Ministérios suprimidos acha-se, precisamente, o de Igualdade Racial, Mulher e Direitos Humanos cujas competências passam ao de Justiça e Cidadania em mãos do até o de agora chefe directo da policia e ex-secretário de Segurança Pública de São Paulo, Alexandre Morães. Também o de Cultura que será assumido pelo de Educação. 

Entre as novidades também salienta a presença do líder evangelista, Marcos Pereira, quem assume o Ministério de Desenvolvimento e Industria, ou o ex-presidente do Banco Central do Brasil, Henrique Meirelles, quem irá dirigir Economia. 

O Governo de Temer
 

Finanças: Henrique Meirelles (ex-presidente do banco central)

Planeamento: Romero Jucá (PMDB)

Desenvolvimento, Indústria e Comércio: Marcos Pereira

Relações Exteriores (inclui comércio exterior): José Serra (PSDB)

Casa Civil: Eliseu Padilha (PMDB)

Secretaria de Governo: Geddel Vieira Lima (PMDB)

Secretaria de Segurança Institucional: Sérgio Etchegoyen

Educação: Mendonça Filho (DEM)

Saúde: Ricardo Barros (PP)

Justiça e Cidadania: Alexandre de Moraes

Agricultura: Blairo Maggi (PP)

Trabalho: Ronaldo Nogueira (PTB)

Desenvolvimento Social e Agrário: Osmar Terra (PMDB)

Meio Ambiente: Sarney Filho (PV)

Cidades: Bruno Araújo (PSDB)

Ciência, Tecnologia e Comunicações: Gilberto Kasssab (PSD)

Transportes: Maurício Quintella (PR)

Advocacia-Geral da União: Fabio Medina Osório 

Fiscalização, Transparência e Controlo: Fabiano Augusto Martins Silveira

Defesa: Raul Jungmann (PPS)

Turismo: Henrique Alves (PMDB)

Desporto: Leonardo Picciani (PMDB)

Minas e Energia: Fernando Bezerra Filho (PSB)

Integração Nacional: Eduardo Braga (PMDB)

A INFORMACIÓN GALEGA ESTÁ NA TÚA MAN!

Subscríbete ao noso boletín de novas.

Date de alta de balde e recibirás unha selección dos nosos artigos para saberes o que acontece.

comentarios