Opinión

Ano eleitoral

[Nemésio Barxa]

Enfrentamos muitas dificuldades este ano que começa, entre elas a de eleger nossos representantes nos concelhos e parlamentos. E se os problemas de carestia alimentar e energética, por exemplo, não dependem direitamente de nossa atividade, o eleger o representante adequado entra mais na decisão que tomemos no momento de emitir o voto. A mais recente história política do Estado nos tem ensinado como a direita e muito restritiva com os direitos humanos, ainda hoje ficam pendentes recursos no TC de Vox contra a Lei de Memória Democrática e VOX com PP contra as Leis do Aborto, da Eutanasia e a LOMLOE ou o castelhano nas aulas. A direita mostra sua cara mais negra em Castilha-Leon no maltrato a mulheres e nas suas propostas em territórios nos que governa com a privatização da sanidade, da escola e de muitos dos serviços públicos elementares para as necessidades do cidadão. Os sentimentos de solidariedade com a cidadania em geral e o sentimento para defensa do nosso idioma, da indústria naval e do peixe, dos montes e da ganadaria, do meio ambiente e demais aconselham eleger opções de progresso, não dependentes, que nos permitam governar na Galiza e influir com força na governança do Estado.

A INFORMACIÓN GALEGA ESTÁ NA TÚA MAN!

Subscríbete ao noso boletín de novas.

Date de alta de balde e recibirás unha selección dos nosos artigos para saberes o que acontece.

comentarios