xoves 04/03/21

Até nunca!

E ntramos na contagem decrescente para o final dumha campanha eleitoral atípica. Umha cita com as urnas no quadro dumha pandémia porque assim o decidiu unilateralmente o amigo de Marcial Dorado. Umhas eleiçons marcadas polo novo surto da Covid-19 na Marinha e na possibilidade de que umha parte de galegas nom podam exercer o seu direito democrático ao voto. Umha campanha em que toda a maquinaria de propaganda do Partido Popular, com o Alcázar de Sabón e a TVG à frente, estivo "a full", vendendo-nos o trabalho do "bom gestor".

Umha situaçom de excecionalidade em que agora, mais do que nunca, devemos contribuir entre todas a umha mudança urgente contra as políticas neoliberais e antigalegas aplicadas durante estes anos por Feijó. Domingo, a Galiza tem muito em jogo. Temos oportunidade de ter um Governo galego que defenda os nossos direitos laborais pondo freio ao desemprego e a sangria da emigraçom juvenil. Um Governo galego que aposte no tecido produtivo galego. Um Governo galego que combata a pobreza e a exclusom social. Um Governo galego que dê umha saída à crise económica, sem que tenhamos que ser as de sempre que a paguemos. Um Governo galego que defenda os nossos serviços públicos. Um Governo galego que nom seja satélite de Madrid. Um Governo galego encabeçado polo BNG.

Este 12 de julho cada boletim de voto soma e nengum voto independentista, republicano, feminista, antifascista e de esquerda pode ficar na casa. Mandemos a Feijó à lixeira da história. Estamos na hora

comentarios