sábado 26/09/20

Cínico esperpento

[Nemésio Barxa]

“O pior que lhe podía pasar a Ourense é ter como Alcalde a Jácome”. Feijoo dixit na passada campanha eleitoral ás municipais. Opinião na que concordava o presidente do PP em Ourense, José Manuel Baltar. Foi premonitório, inda que publicamente esperado. O esperpento fica servido, mas também o cinismo dos augures que forem precisamente os que auparom a Jácome á Alcaldia com seus votos e aliança. Todo porque os interesses pessoais, não os interesses da cidade, necessitavam-se, um queria ser Alcalde e o outro Presidente da Diputação. Feixoo (presidente da autonomia e berrando “Galicia, Galicia, Galicia”) e Baltar, conscientes de que Jácome seria letal, colocaram, antes que os interesses dos cidadãos, seu interesse pessoal e de partido.

Aterrado escuto hoje a Feixoo dizer que “os ourensans merecem garantia de governo e nos agora faremos todo o que podamos” e sobre todo “os que criarem o problema terem que solucionalo”. Voçê fica no top do problema Sr. Feixoo. Tambem é certo que não só Feixoo, Baltar o PP e DO são culpáveis, também esse 30% de ourensans que votaram Jácome.

comentarios