luns 19/04/21

Ubunto: Eu são porque nós somos

A palavra Ubuntu invoca uma filosofia, uma ética de comportamento, que está vinculada à lealdade e à solidariedade. Procede das línguas Zulú e Xhosa e foi utilizada por diferentes movimentos sociais como o de Mariele Franco na defesa dos direitos sociais e ambientais. Hoje vamos lhe dar o significado global da Terra. Toda vida está nos ecossistemas, por isso toda vida é por, para e com os outros. Nunca é individual nem independente do ambiente nem das outras vidas. A meio duma grande crise como na que estamos, ambiental e social, o compromisso ético implica ações respeitosas com a sociedade e com o ambiente. A filosofia do ecossistema é certa: Toda matéria e energia procedentes do sol e da terra deve circular através dos elos do ecossistema. Se algum destes elos se “atasca” a circulação se detém e os resíduos acumulam-se. Se os recursos se esgotam, a circulação também se detém. A Galiza é uma potência em pesca.

O nosso mar é um dos mais produtivos do mundo. Mas corre o risco de se esgotar por sobre exploração, e por vertidos constantes e sem controlo. Na atualidade sabe-se que os plásticos invadem tudo. Os que procedem do petróleo (a quase totalidade que utilizamos) não são biodegradáveis, polo que atascam as cadeias dos ecossistemas acumulando-se em seus elos. Aos mares chegam mais de 12 milhões de toneladas de resíduos plásticos cada ano. E o mar não é infinito. É um ecossistema fechado, de maneira que acabamos por comer esses plásticos com os peixes e os mariscos da nossa dieta. Este é um dos problemas mais graves que tem a Terra nossa casa. Temos que eliminar os plásticos da nossa prática vital. Não é fácil, porque estão em quase tudo. Quando vaias mercar imagina essa bolsa ou esse embalagem flutuando no ar, nos rios ou chegando ao mar. Depois comida por um peixe e a ti comendo esse peixe. Ou imagina essa bolsa batida pelas ondas e esfarelando-se em pequenos nacos os chamados micro plásticos e a um banco de bocarte tragando todos esses naquinhos.

Logo uma pescada comendo um monto desses bocartes e acumulando na sua carne (deliciosa) todos os naquinhos de plásticos que levavam os peixinhos. A nossa saúde e a dos ecossistemas depende muito do nosso comportamento para alem do poder das industrias e das multinacionais. Temos a obriga moral de agir. Reduzir nosso consumo de plásticos até eliminar todos os não biodegradáveis. A ética é necessária para preservar o Bem Comum. Sem ética que marque a moral (os costumes aceites pola comunidade) não há sociedade humana que poda se manter. Destruí-se. O modelo de sociedade em que estamos imersas é destrutivo. A Pandemia causada pela Covid-19 deu-nos na cara brutalmente. Uma das suas piores consequenciais ambientais é a enorme quantidade de resíduos que se produzem no seu manejo.

Adega tem realizado varias limpezas voluntarias de praias: Embalagens, luvas, máscaras contendo plásticos não degradáveis aumentaram exponencialmente. E vão parar ao mar. De aí às barrigas dos peixes e destas à nossa. Na Itália calcula-se um consumo de 90 milhões de máscaras de um só uso por mês desde a pandemia. É objeto deste artigo ressaltar que o mundo em que vivemos é o nosso Bem Comum mais prezado. É finito. É nossa responsabilidade e nosso direito. Ubuntu.

Ubunto: Eu são porque nós somos
comentarios