venres 03/12/21
'As guerrillas galegas ao descuberto'

A Raia Seca: unha achega á loita guerrilleira

“17 Agosto 1936. Chefe de Gabinete do Ministério do Interior. A Guarda Fiscal perseguiu ontem a tiro na serra de Montezinho um grupo de 5 comunistas, sendo 3 espanhóis e 2 portugueses, que ali tentavam assaltar os pastores, os quais conseguiram refugiar-se em Espanha abandonado uma pistola de pequeno calibre. Este grupo entrou em Portugal estando algum tempo nas proximidades de Espinhosela, donde é natural um dos portugueses que o compõe, de nome Mário e conhecido como perigoso bandido...

O Secretário do Governo Civil de Bragança”

guerrilla raia
O guerrilleiro portugés, de Quiraz de Lomba-Vinhais, Silvino João Domingues, nunha foto da ficha da PIDE. (Foto: Arquivo Torre do Tombo / Lisboa)
Entre Castro Laboreiro e Bragança Os lobisomens dormem ao relento deitados como os lobos sobre a terra. Ao largo pairam os pregões de guerra, nos arbustos queimados geme o vento. ... Trazem a barba intonsa e enfarinhada de neve…

Debes estar rexistrado para ler este contido

Poderás rexistrarte co teu correo. É rápido e gratis.

Rexistrarse
A Raia Seca: unha achega á loita guerrilleira
comentarios