sábado 22/01/22

Soidades

[Nemésio Barxa]

As datas de Natal e Fim de Ano, pola sua consideração de festas familiares, não sempre são símbolo de felicidade nem alegria. Lembro aqueles que sofrem uma desgraça recente ou os que não podem disfrutar da companha de seus seres mais queridos. Não podo esquecer os independentistas galegos presos e nestes últimos anos sempre vem á minha memoria meu amigo Miguel Garcia, preso por amor a Galiza, por ser lutador pola dignidade, redenção, e identidade galegas, por dar seu grão para que recupere o peso que deve ter no mundo; nem foi corrupto nem foi violento nem fiz dano; foi sempre solidário, amável e trabalhador; não nega seu sentimento independentista que tal vez o levou a protestas que remataram com acusações que propiciarem sua incriminação, mas que não justificam os vários anos encarcerado e pendente de juízo, com o acrescentado da pandemia.

Na outra banda o Borbón emérito, também alongado da família por ter fugido de seus ex-súbditos ante o escândalo de seu proceder económico e pessoal, com segurança a cargo do Estado, em soidade dourada, recebendo as visitas de seus familiares e departindo amigavelmente com também evasores do Fisco espanhol como o traficante de armas El Assir.

A información galega está na túa man!

Subscríbete ao noso boletín de novas.

Date de alta de balde e recibirás unha selección dos nosos artigos para saberes o que acontece.

Soidades
comentarios