martes 07/12/21

Indiferença

[Nemésio Barxa]

No 36 a comarca de Valdeorras sofreu a vesânia de um dirigente fascista que assassinou, torturou, roubou a homens mulheres e incluso crianças, incendiou casas e semeou o terror, de nome identificado como Sergio Peñamaria de Llano, ainda que nem pessoa podemos considerar a aquele depredador desumanizado e sádico. O ditador concedeu a este ente vesânico cargos importantes na política do estado fascista, designadamente o de Alcalde de A Coruña, onde recebeu honores e uma rua a seu nome.

Acolhendo-se á Lei de Memoria Histórica o Concelho do Barco de Valdeorras, justamente indignado, tomou o acordo, por unanimidade da Corporação  (PP, PSOE, BNG e Riada Cidadá), de solicitar do Concelho de A Coruña, retirasse os honores a Peñamaria e seu nome do rueiro, que se substituiria polo de “Mártires de Valdeorras”. Pasmo produze que ante tão justa petição o Concelho de A Coruña, com alcaldesa progressista e com os votos do PP e do PSOE, rejeitasse atendê-la, despreciando assim a solicitude de um  Concelho do Sur da Galiza e que os concelheiros herculinos populares e psoistas votassem em contra da solicitude de seus próprios correligionários de O Barco.

Indiferença
comentarios