venres 24/09/21

Hostalaria

[Nemésio Barxa]

O Governo galego sem, ao parecer, aval judicial exigiu a achega de certificado Covid para aceder ao interior dos locais de hostalaria em concelhos de nível alto ou máximo de restrições. Recorrida a exigência pola Associação de Hostaleiros de Lugo, aos que se somaram posteriormente outras associações de hostalaria, o TSXG denegou a medida cautelaríssima de suspensão da obriga. Ao cabo de 21 dias o TSX decata-se de que a exigência recorrida polos hostaleiros, cuia suspensão provisória haviam denegado, carece dos requisitos legais próprios, a necessidade de aval jurídico, porque a Xunta igualmente esqueceu solicitar esse aval. Estámosche bons! Ou muito mal redigiu seu recurso a AH de Lugo ou a deficiência foi na leitura que se fixo polos magistrados do TSX; o desconhecimento por parte da Xunta, com assessoria jurídica própria, de algo de primaria como a normativa legal resulta evidente e alarmante. O Sr. Feijoo ameaça com reduzir a capacidade interna dos estabelecimentos se o TSX não lhe outorga o aval judicial. Cumpre a ameaça. E os únicos sofredores destes desleixos e rabietas são os hostaleiros e incluso os seus clientes.

comentarios