martes 26.05.2020
A opinión de
Nemésio Barxa
Nemésio Barxa Avogado.Experto em direito civil galego. Presidente da Irmandade dos Vinhos Galegos.

Fragilidade estratégica

O evoluir da pandemia e as novas informações confirmam como a imprevisão do governo e do Ministério de Sanidade e Organismos superiores...

Saúde vs. Economía

D  e pronto cobrou protagonismo a dicotomia saúde/economia, como se foram conceitos contrapostos e nos confundem com aquilo de que o...

Donantes e chupantes

De algum jeito me reconciliaram com a humanidade todas as amostras de generosidade por parte de entidades e particulares que realizaram...

Terceiro poder?

Inda que o problema que nos ocupa por completo é o de carácter sanitário e o decorrer e futuro desta pandemia, as questões anteriores a...

Palavras (II)

Falava num anterior artigo da eleição da palavra “emoji” como palavra do ano 2019 no castelhano. Investiguei qual teria sido a palavra...

Palavras (I)

Surpreendeu-me a notícia de que a palavra do ano elegida pola Fundeu em Espanha era “emojis”, uma palavra que nem é palavra, que se...

Lisboa

Outro dia ei opinar, mas hoje prefiro homenagear uma das cidades para mim preferidas (com Viena) que é Lisboa, na que passei férias de...

Contraste

O Borbón II seica defraudou a muitos no seu discurso de Natal. A mim nem fu nem fa. Nada interessante agardava e nem o escutei. Mas por...

Ufano

Com aborrecimento sego forçadamente nestes dias o jogo medieval das propostas que apresentam ao monarca os representantes das crases...

Paranoia

Não contrataria a Pedro Sánchez como augure, profeta nem vaticinador; o futuro para ele é matéria desconhecida e inescrutável; posto a...

Galiza fronte ao seu destino

De novo Galiza fronte a seu destino. De novo Galiza aguardando que seus habitantes  confiem nela. Sempre paciente porque Galiza...

Catalunya. Pós-verdade

Há poucos dias num almoço de amigos coincidi com um ilustre ex-vice-presidente da Xunta, politólogo, tertulianao  e colaborador em...

A demonização dos nacionalismos

Demonização dos nacionalismos periféricos polo prepotente nacionalismo espanhol O perigo fica de perto. Todo o panorama político...

A navalha de Manuel María

Superados os atrancos e trabalhos para constituir a Fundacion Manuel Maria de Estudos Galegos, outorgada a correspondente escritura...

Torturadores. A memoria necessaria

Há poucos dias, no Faro de Vigo , Xosé González falava com profundidade da necessidade de identificar com seus nomes a todos os...

Meu amigo Miguel

Lembrando a canção de Roberto Carlos (que interpretaria muito bem teu pai cantor) e lembrando aquele neno que apenas se tinha de pé e...

Indignidade

Já nolo advertira nosso perspicaz e vaticinador presidente, o inefável Sr. Feijoo,: “Pérez Jácome como alcaide será letal para Ourense”;...

Mofa

Ainda seguem mijando por um e a dizer que chove. É a burla, o escarnio, o desapreço mais insuportável do trapaceiro vaidoso e...

De novo orfos no Día das Letras

O dia das Letras Galegas parabeniza a escrita em galego; mas não é de “letras” quando o ente promotor do evento exclui varias letras do...

Feijoo e o país das marabillas

Véspera de eleições trato de evadir-me da ansiedade e preocupação, escrevendo sobre algo alheio á apolítica e ao futuro de esta negada...

Perda de uma boa e generosa

Havia tempo que não sabia de ti, Pencha. Mas eu, e suponho que também tu , sabíamos que estávamos aí, que nossa amizade sobardava...

Notas

 

Nem aprecio nem sentimento

Leo no Sermos digital que um médico de Vigo dixo-lhe á sua paciente “nom fales galego”; há muitos anos, recém aberto meu escritório em...