sábado 27/11/21
A opinión de
Laura Bugalho

Laura Bugalho

Sindicalista, activista e pedagoga social.

Avançamos cara trás, e jà fartamos

Achamos que questiões que semelhavam que iam avançando como a eliminação da LGBTIfobia reponta nas aulas, junto aos atitudes heteropatriarcais que surgem nas ruas, nas baiucas onde vamos de lazer, nos Campus Universitários e Faculdades, nas organizações sociais, sindicais e políticas, é pelo que ponhemos em pé de guerra.

Uma realidade, uma reflexão: lume ao heteropatriarcado, sem mais demora

O que a escritora feminista Pamela Sobrinho reflicte no seu texto “Cada vez mas estupros, por quê?” é extrapolável às nossas ruas e quintairos.

Semelha que nos últimos tempos a realidade impõe se com crueza, que as situações de vulnerabilidade são cada vez maiores.