domingo 09/05/21

Gravar um disco: na corda frouxa do horizonte

Cada vez são mais os que me dizem que gravar um disco já não compensa. E eu fico a pensar. Primeiro deixo que flua o pensamento, e sem saber por que abrolham as palavras de Sílvio: "Compañeros de música, tomando en cuenta esas politonales y audaces canciones quisiera preguntar". Um absurdo, pois nada têm a ver, ou talvez sim.
Portobello foi um referente musical na Corunha (Imaxe: César Morán)
Portobello foi um referente musical na Corunha (Imaxe: César Morán)
Têm a ver com o autoquestionamento do artista, o que fazer. É o que nos perguntamos, máxime na pandemia. O disco marcou as nossas vidas durante tantos anos! Se houvesse uma câmara iria-nos levando polo Orçám corunhês até pousar na Rua…

Debes estar rexistrado para ler este contido

Poderás rexistrarte co teu correo. É rápido e gratis.

Rexistrarse
comentarios