Lusofonia

Silva poderia derrotar Rouseff na segunda volta das presidenciais de 5 de Outubro

A DIREITA NãO CONTA COM OPçõES DE VITóRIA

Silva poderia derrotar Rouseff na segunda volta das presidenciais de 5 de Outubro

Tudo em jogo nas eleições presidenciais de 5 de Outubro no Brasil. Segundo um estudo de opinião divulgado esta terça-feira, a candidata do Partido Socialista Brasileiro, Marina Silva, até poderia derrotar a Dilma Rouseff (PT) na segunda volta.

A direita não conta com opções de vitória nas presidenciais de Outubro, segundo a sondagem publicada pelo jornal Estado de São Paulo e por TV Globo.

Na primeira volta, Rousseff seria a candidata mais votada, 5 pontos acima de Silva, antiga ministra do Ambiente com Lula, que obteria o 29% dos apoios.

Aécio Neves, líder do Partido Social Demócrata Brasileiro, de direita, só teria o 19% dos votos nessa primeira volta.

A subida de Silva nos inquéritos faz-se a custa quer de Rousseff quer de Neves. Ambos cedem quatro pontos em relação à anterior sondagem.

O facto que poderia dar a vitoria a Silva face Rousseff na segunda volta é que produz menos rejeição do que a sua rival. Ganharia no duelo definitivo por 45 a 36%.

O PT atribui a subida de Silva nos inquéritos à comoção produzida pela trágica morte do líder do PSB, Eduardo Campo, em plena campanha, em acidente de avião.

Apoia Nós Diario

Se estás lendo de balde este xornal é grazas ás máis de 3.000 persoas subscritoras. A información independente ten un prezo. Apoia un xornalismo galego e sustentábel subscribíndote a Nós Diario ou facéndote mecenas.

comentarios