INTERNACIONAL

A presidenta do Brasil anuncia un plan histórico de investimentos na rede rodoviária e ferroviária

A presidenta do Brasil anuncia un plan histórico de investimentos na rede rodoviária e ferroviária

A presidenta do Brasil, Dilma Rousseff, anunciou un programa de investimentos de 133 bilhões de reais, arredor de 53,520 millões de euros para a modernização e ampliação da malha rodoviária e ferroviária.

Segundo a presidenta, Brasil terá, logo de aplicar o Programa de Investimentos em Logística: Rodovias e Ferrovias, “uma infraestrutura compatível com o seu tamanho”. Este programa de estímulo suporá a construçao de 7.500 quilómetros de rede doroviária e 10.000 ferroviária en 25 anos.

“Nós estamos iniciando hoje nessa solenidade uma etapa da qual o Brasil vai sair mais rico e mais forte, mais moderno e mais competitivo. Uma etapa que dará à economia brasileira o tamanho que as necessidades de nossa população exigem. O Brasil terá, finalmente, uma infraestrutura compatível com o seu tamanho”, afirmou, como recollhe a web do PT, partido no governo no Brasil.
O programa desenvolverase por meio de concessões que, ao seu ver, ten como objetivo reduzir o custo do transporte e tornar a economia mais competitiva.
“O nosso propósito com este programa e os que anunciaremos na seqüência para aeroportos e para portos é nos unirmos aos concessionários para obter o melhor que a iniciativa privada pode oferecer em eficiência, e o melhor que o Estado pode e deve oferecer em planejamento e gestão de recursos públicos”, disse.
Dilma Rousseff convidou aos investidores a se achegarem a Brasil já que oferece hoje extraordinárias oportunidades de investimento em um ambiente de estabilidade econômica e institucional.
“As parcerias que estamos propondo em rodovias, concessões e ferrovias PPP são muito atraentes em termos de rentabilidade, de risco e de financiamento. Meu governo reconhece as parcerias com o setor privado como essenciais à continuidade e aceleração do crescimento. Essas parcerias nos permitirão oferecer bens e serviços públicos mais adequados e eficientes à população”, sinalou.

comentarios