mércores 30/09/20

Espólio de José Saramago doado à BNP

O espólio fica em Portugal por respeito à vontade do escritor, sem contrapartida financeira e assegurando a BNP o  tratamento, conservação e disponibilização dele.

 

Espólio de José Saramago. Imagem: FJS
Doação do espólio de José Saramago. Imagem: FJS

No dia 10 de Dezembro, informa a  Fundação José Saramago em seu site web, quando passam 18 anos da entrega do Prémio Nobel ao escritor, terá lugar na Biblioteca Nacional de Portugal (BNP) um acto formal de entrega do Espólio de José Saramago à BNP. Desta forma, dá-se seguimento à vontade do escritor quando, antes e depois do Prémio Nobel, entregou à BNP alguns documentos, entre eles o original de O Ano da Morte de Ricardo Reis e o Diploma do Nobel.

imaxe-saramago

A Biblioteca Nacional de Portugal é maior biblioteca do País. Conta com um património documental vasto e muito diversificado que alcança quase dez séculos de história e cultura da sociedade portuguesa e abrange todos os temas e géneros que cabem num acervo bibliográfico, em contínuo crescimento.

"Para aqueles a quem cabe continuar José Saramago, família e fundação, esta era a sua vontade e será respeitada" disse Pilar del Río, presidenta da  Fundação José Saramago.

Trata-se de uma doação sem contrapartidas financeiras.

O espólio podia ter sido vendido a instituições privadas, mas fica em Portugal tornando os portugueses, de alguma forma, seus herdeiros. A BNP assegurará o tratamento, conservação e disponibilização para investigadores e sempre em colaboração com a Fundação José Saramago. Serão doados originais – manuscritos e datilografados – de romances do escritor, assim como correspondência trocada com amigos e outros escritores e cadernos de notas preparatórias para os livros, materiais que constituem a oficina de um escritor.

Por enquanto não há previsão de prazos para a conclusão da entrega dos materiais.

comentarios